Novos tempos, novos desafios

foto por: Jill Wellington por Pixabay 

Último dia do ano, um tempo para refletir sobre nossa caminhada e os desafios que essa época nos apresenta, sobre o que fizemos e principalmente, sobre para onde estamos indo. Jesus chamou Seus discípulos para uma nova realidade como podemos ler em Lucas no capítulo cinco, do versículo oito ao onze:

“Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: — Senhor, afaste-se de mim, porque sou pecador. Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Então Jesus disse a Simão: — Não tenha medo! De agora em diante você será pescador de gente. E, arrastando eles os barcos para a praia, deixando tudo, o seguiram.” (Lucas 5.8–11 NAA)

Pedro, juntamente com os demais, são chamados para novos desafios, para se lançarem no escuro, no incerto, para conhecerem uma nova realidade, para desempenharem novos papéis no mundo e na história. Nós muitas vezes temos o mesmo chamado, mas nos negamos a nos entregar como fez Pedro. Talvez não tenhamos os mesmos desafios, mas temos que entender que somos chamados para vivermos uma nova realidade, um novo compromisso. Um compromisso com Deus e Sua vontade, para não andarmos mais como pessoas deste mundo, mas como cidadãos do reino de Deus, revelando a glória do Senhor, sendo cartas vivas de Cristo, o Seu bom perfume. Que possamos refletir sobre isso e nos comprometermos com Ele, para que fazendo a caminhada, amadureçamos e sejamos vasos para a honra e glória do Senhor.

A cada dia, a cada ano, sempre nos são apresentados novos tempos, novos desafios, portanto que possamos nos comprometer com o nosso Deus, o Deus verdadeiro, e assim, vivermos a plenitude de Sua vontade na terra, trazendo os céus a este mundo em trevas.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE

Publicidade