Em Cristo, não experimentamos da morte eternamente

Jesus ensinando aos religiosos, afirma em João, no capítulo oito, do versículo quarenta e nove ao cinquenta e um:

Replicou Jesus: Eu não tenho demônio; pelo contrário, honro a meu Pai, e vós me desonrais. Eu não procuro a minha própria glória; há quem a busque e julgue. Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, não verá a morte, eternamente.” (João 8.49–51 RA).

Precisamos entender que estamos mortos, separados de Deus, sem a vida eterna.  Quando cremos nas palavras de Cristo, isto é, as guardamos e andamos na vontade do Pai, cientes que não se trata de fazer para alcançar o favor e a salvação que é ofertada por meio de Cristo, mas cremos no que Ele fez em nosso favor na cruz para nos resgatar, então somos feitos um novo ser, recebemos da vida de Deus e somos capacitados para viver segundo a vontade do Pai, expressando as Suas virtudes. Quando assim vivemos, não experimentamos mais da morte, mas somos vivificados por meio de Cristo.

Não experimentamos a morte eternamente quando cremos em Cristo e nos submetemos às Suas palavras para honrarmos o Pai e fazermos a Sua vontade por meio do exemplo e ensino de Cristo.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE