Uma profunda expressão de amor

Uma profunda expressão de amor

foto por: Nadiya Ploschenko em Unsplash

Na carta de Paulo aos Romanos, capítulo nove, do versículo um ao três, ele afirma:

“O que eu digo é verdade. Sou de Cristo e não minto; pois a minha consciência, que é controlada pelo Espírito Santo, também me afirma que não estou mentindo. Sinto uma grande tristeza e uma dor sem fim no coração por causa do meu povo, que é minha raça e meu sangue. Para o bem desse povo, eu mesmo poderia desejar receber a maldição de Deus e ficar separado de Cristo.” (Romanos 9.1–3, NTLHE).

O que Paulo está fazendo quando afirma essas coisas? Ele compreendeu o amor de Deus profundamente, entendeu o seu papel e se colocou como oferta, pois estava pronto a ser condenado pela eternidade para que o seu povo, aqueles que tinham recebido a promessa, pudessem conhecer a salvação que lhes era oferecida e que estavam rejeitando.

Ao olharmos o exemplo de Paulo, que possamos ser seus imitadores quanto a oferta em favor de nossos amigos, parentes que não compreenderam a salvação concedida por Deus a todos por meio da obra de Cristo na cruz.

Ouça no spotfy e também no Deezer, CastBox, google podcast