Deus não olha raça

Deus não olha raça

foto por: Gerd Altmann em Pixabay

Em Atos, capítulo dez, versículos trinta e quatro e trinta e cinco, lemos que Deus não faz acepção de pessoas:

“Então Pedro começou a falar. Ele disse: — Agora eu sei que, de fato, Deus trata a todos de modo igual, pois ele aceita todos os que o temem e fazem o que é direito, seja qual for a sua raça.” (Atos dos Apóstolos 10.34–35, NTLHE).

Pedro tinha uma concepção sobre Jesus, mesmo ouvindo o que Ele lhe instruiu, que Ele tinha vindo somente para os judeus, mas não, Ele veio para todos, de todos os lugares, para dar a conhecer a misericórdia e a graça revelada por meio da Sua obra em nosso favor, morrendo na cruz para nos trazer o perdão e a reconciliação com o Pai.

Somos chamados para vivermos o reino, a vontade de Deus, segundo o que Ele tinha planejado para nós e que para isso, independente de nossa origem, nossa cor de pele, nossa raça, somos chamados ao arrependimento e a nos submetermos a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas, para vivermos a plenitude da vontade de Deus neste mundo.

Temos que entender que Deus não faz acepção de pessoas, mas os que O buscam de todo o coração, Ele se deixa achar, se revela e concede o perdão e a reconciliação por meio de Cristo, o Senhor.