Vivendo segundo a vontade de Deus

foto por: Federico Bottos em Unsplash

Temos e precisamos compreender que o tempo que temos, devemos viver segundo a vontade de Deus e não conforme o modelo que aprendemos: andando em pecado, sendo rebeldes, orgulhosos e desleais, mas, devemos honrar o Pai em todas as coisas, sendo como filhos que foram feitos à imagem de Cristo, capacitados e habilitados para rejeitar as paixões e desejos  e para expressarmos e santificarmos a Cristo por meio de nossas vidas.

Pedro na primeira carta, capítulo quatro, do versículo um ao três fala com relação a estes aspectos: “Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado, para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus. Porque basta o tempo decorrido para terdes executado a vontade dos gentios, tendo andado em dissoluções, concupiscências, borracheiras, orgias, bebedices e em detestáveis idolatrias.” (1Pedro 4.1-3, BEARA).

Não temos escolha, pois ao compreendermos quem somos e a obra de Deus em nós, temos e precisamos rejeitar o pensamento natural, a forma de se viver no mundo, andando segundo os próprios desejos, para santificarmos a Cristo e revelá-Lo por meio de nossas vidas, andando na vontade do Pai.

Fomos chamados não para sermos salvos somente, mas para vivermos a vontade do Pai em e através de nós, glorificando e exaltando o Seu nome por meio das obras que realizamos.

Anúncios