Aprendermos a viver o reino na terra

foto por: Jörg Hamel por Pixabay 

Nosso compromisso é com o Pai e a Sua vontade, por isso, temos que entender como Pedro nos ensina em sua primeira carta, no capítulo três, do versículo oito ao onze a vivermos o reino na terra.

Finalmente, tenham todos o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes. Não paguem mal com mal, nem ofensa com ofensa. Pelo contrário, respondam com palavras de bênção, pois para isto mesmo vocês foram chamados, a fim de receberem bênção por herança. Pois: “Aquele que quer amar a vida e ter dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem palavras enganosas; afaste-se do mal e pratique o bem, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la.” (1Pedro 3.8–11 NAA)

Todo o nosso esforço e empenho devem estar em revelarmos por meio de nossas vidas as virtudes Daquele que nos libertou das trevas, iluminou o nosso entendimento, nos transportou para o Seu reino, para andarmos na Sua presença. Fomos capacitados para vivermos como Cristo, libertos para não sermos escravos de nossas paixões, mas, para revelarmos a glória do Senhor na terra. Temos um só compromisso: a vontade Daquele que nos libertou e nos fez Seus filhos.

Tendo este entendimento precisamos aprender a viver o reino de Deus na terra, revelando a glória do Senhor, sendo expressão do Seu amor, manifestando as Suas virtudes às pessoas, para que conheçam a Sua salvação.

OUÇA A REFLEXÃO

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE

Publicidade