Evitando o que não é importante

Paulo de maneira especial e clara nos convoca, como fez com Tito, a evitarmos, fugirmos, não perdermos tempo com o que não é útil.

Evite discussões tolas, genealogias, controvérsias e debates sobre a lei; porque são inúteis e sem valor. Evite a pessoa que provoca divisões, depois de admoestá-la uma ou duas vezes, pois você sabe que tal pessoa está pervertida, vive pecando e por si mesma está condenada.” (Tito 3.9–11 NAA)

Quando enveredamos por este caminho, pensamos que seremos capazes de convencer as pessoas do que entendemos e compreendemos ser a vontade de Deus, certamente nos desviaremos do que é importante. O que devemos fazer? Simplesmente admoestá-las para que repensem o que estejam fazendo, se arrependam e se voltem para o que é importante, que glorifica a Deus. Não estamos aqui para discutir, mas para apresentar e ensinar sobre a vontade do Pai.

Publicidade