Revelando o amor de Deus

Estamos equivocados quando pensamos que revelar o amor de Deus é gostarmos muito de determinadas pessoas, mas o amor Dele não se revela em gostarmos muito, mas na oferta que fazemos, como Cristo fez em nosso favor.

O amor é paciente e bondoso. O amor não arde em ciúmes, não se envaidece, não é orgulhoso, não se conduz de forma inconveniente, não busca os seus interesses, não se irrita, não se ressente do mal. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1Coríntios 13.4–7 NAA)

O amor de Deus se revela em nós quando entendemos que devemos agir como Cristo, fazendo de nossas vidas oferta em favor do outro, independente dele, pois expressamos o amor do Pai no que fazemos, assim como Ele, que Se fez oferta quando ainda éramos pecadores e morreu por nós e ressuscitou para recebermos a justificação.