Assim como Cristo

Temos que ter o mesmo entendimento do Senhor: Ele veio não para fazer a Sua vontade e sim a do Pai, pois somos chamados para fazer o mesmo.

“Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” (João 6.37–38 NAA)

Somos chamados, resgatados das trevas, salvos pela graça, reconciliados com Deus, não para andarmos na nossa vontade e nem fazermos o que desejamos, mas para vivermos segundo o propósito e vocação que o Pai estabeleceu para nós. Temos que viver o reino de Deus no mundo, proclamando as Suas virtudes, enchendo a terra com o conhecimento da Sua glória, revelando a Sua salvação por meio de Cristo e sermos no mundo cartas vivas que revelam Cristo e o bom perfume que manifesta a fragrância do Seu conhecimento.