Não se trata do que não tem

Quando falamos de ofertar, revelar equidade, andarmos na verdade, praticando a justiça, estamos falando de fazermos como oferta, do que somos e temos, nada mais que isso:

“Terminem, agora, a obra começada, para que, assim como mostraram boa vontade no querer, assim também completem essa obra, dando de acordo com o que vocês têm. Porque, se há boa vontade, a oferta será aceita conforme o que a pessoa tem e não segundo o que ela não tem. Não se trata de fazer com que os outros tenham alívio e vocês tenham sobrecarga, mas para que haja igualdade.” (2Coríntios 8.11–13 NAA)

Somos chamados para vivermos o reino de Deus na terra, por isso, a equidade é fundamental em nossas vidas, pois devemos revelar o amor do Pai ao mundo. Fazemos isso, quando entendemos que a nossa abundância hoje é para revelarmos e praticarmos a compaixão, expressando misericórdia com quem está em dificuldade, mesmo que temporária. Andar na justiça é repartirmos a nossa abundância com quem está tendo falta no momento.