A loucura de uma promessa

foto por: Łukasz Rawa em Unsplash

Quando olhamos sem entendimento, parece que tudo que Deus faz é loucura e é, quando pensamos na perspectiva natural. Podemos ler sobre o chamado de Abraão, em Atos, no capítulo sete, do versículo dois ao cinco:

Estêvão respondeu: Varões irmãos e pais, ouvi. O Deus da glória apareceu a Abraão, nosso pai, quando estava na Mesopotâmia, antes de habitar em Harã, e lhe disse: Sai da tua terra e da tua parentela e vem para a terra que eu te mostrarei. Então, saiu da terra dos caldeus e foi habitar em Harã. E dali, com a morte de seu pai, Deus o trouxe para esta terra em que vós agora habitais. Nela, não lhe deu herança, nem sequer o espaço de um pé; mas prometeu dar-lhe a posse dela e, depois dele, à sua descendência, não tendo ele filho.” (Atos dos Apóstolos 7.2-5 RA)

A fé não vem de um dia para outro, mas de conhecermos e compreendermos as promessas e aprendermos que Ele é fiel para cumprí-las. Não vemos, não temos como provar, mas, precisamos aprender a agir como quem vê o invisível. A jornada de Abraão foi longa e nenhuma das promessas que tinha sobre a terra se cumpriu nele, mas, em seus descendentes. Ele já idoso, sem condições de ter filhos, creu no que Deus falou. Teve como nós os momentos de dúvidas, o agir por si só para resolver os problemas, mas aprendeu e compreendeu que o justo vive por fé. Assim como Abraão, devemos aprender a viver por fé e compreender que crescemos e amadurecemos nela à medida que conhecemos o Senhor, as Suas promessas e vivemos a experiência que nos conduz ao amadurecimento.

Deus nos chama para vivermos por fé, pela loucura das Suas promessas, sabendo que não temos como provar, mas podemos experimentar a realidade de cada palavra que Ele profere a nós sobre a Sua vontade e sobre quem somos e como devemos viver neste mundo.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE