Não uma obrigação

foto por: Emma Birman em Unsplash

O que Cristo fez em nosso favor, não foi por obrigação, mas liberalidade e expressão do amor do Pai, revelado na Sua oferta em nosso favor, como podemos ler no evangelho de João, no capítulo dez, versículos dezessete e dezoito.

Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para recebê-la outra vez. Ninguém tira a minha vida; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para entregá-la e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.” (João 10.17–18 NAA)

O que Cristo fez por nós nunca foi uma obrigação, mas resultante do conhecimento do Pai, Sua vontade e de Se fazer oferta em nosso favor para que pudéssemos conhecê-Lo, receber da Sua vida para vivermos neste mundo na Sua vontade, revelando a Sua glória, andando na verdade, praticando a justiça. Ter e viver a vida eterna do Criador não se trata de religiosidade, mas de aprendermos com Cristo, sendo Seus imitadores, fazermos de nossas vidas oferta em favor da vontade do Pai, para que o Seu amor seja revelado à todas as pessoas e devemos fazer isso como Ele fez.

Viver o reino e a vontade do Pai não se trata de uma obrigação, mas expressão de conhecimento e liberalidade, como Cristo fez por nós. Assim como Ele, devemos ofertar as nossas vidas para que as pessoas possam conhecer o Pai.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE