O preconceito em nossas vidas

Não podemos agir de forma religiosa e nem segundo a maneira do mundo, pois seremos preconceituosos e rejeitaremos o que Deus está fazendo e falando em nosso meio, como aconteceu na época de Jesus.

“— Será que a nossa lei condena um homem sem primeiro ouvi-lo e saber o que ele fez? Eles responderam: — Por acaso também você é da Galileia? Examine e verá que da Galileia não se levanta profeta. E cada um foi para a sua casa.” (João 7.51–53 NAA)

Nem sempre a conclusão que chegamos de nossas investigações nos conduzem ao propósito de Deus, pois assumimos pensamento que não traduzem a maneira Dele agir. Precisamos em todo o tempo julgar segundo as Escrituras, olhando na perspectiva de justiça e expressão da verdade, por isso não podemos deixar que o preconceito faça parte de nossas vidas.