A ceia

foto por: Rey Proenza em Unsplash

Jesus ensinando instrui sobre a ceia, como podemos ler em Mateus, no capítulo vinte e seis, do versículo vinte e seis ao vinte e oito:

Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.” (Mateus 26.26–28 RA)

A celebração da ceia não é um momento onde recebemos poder para enfrentar os desafios, mas para que haja entendimento do sacrifício, da oferta, da salvação, da remissão do pecado e do que fazemos parte. O sangue é para celebrarmos a remissão do pecado, pois é graças a obra de Cristo, Sua morte, que recebemos a redenção e somos colocados na presença de Deus. O pão é para não nos esquecermos que somos membros uns dos outros e membros do Corpo de Cristo, que comemos e vivemos da mesma fonte, que somos um Nele para vivermos neste mundo unidos para que possam conhecer o Pai e a Sua salvação.

Não existe nada místico na ceia, mas é para não nos esquecermos que a nossa salvação é pela graça e que fomos unidos em um mesmo Corpo, o Corpo de Cristo e que somos parte uns dos outros, as pedras vivas do templo de Deus.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE