Por causa do nome do Senhor

foto por: Kellen Riggin em Unsplash

Recebemos da vida de Deus quando compreendemos que não podemos ter nada acima do amor e compromisso a revelar com o Pai. Em Mateus no capítulo dezenove, versículos vinte e nove e trinta:

E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna. Porém muitos primeiros serão últimos; e os últimos, primeiros.” (Mateus 19.29–30 RA)

Quando entendemos que não podemos e nem devemos ter nada acima do compromisso e do amor a expressar em favor do Pai, certamente saberemos que nada pode nos prender que não amarmos a Deus sobre todas as coisas. O nosso compromisso e vontade devem e têm que estar ligadas ao Pai e à Sua vontade. Quando assim vivemos e fazemos, compreendemos que podemos amar as pessoas, não segundo o pensamento natural, mas conforme a oferta de Cristo, pois ao nos empenharmos em conhecê-Lo, aprenderemos a amar as pessoas como Ele amou e se fez oferta em nosso favor. Por isso, a vida eterna é resultante de compreendermos o amor do Pai por nós e nos colocarmos inteiramente em Suas mãos como oferta em favor de todos para que o Pai seja revelado através de nossas vidas.

Por causa do nome do Senhor, precisamos aprender a amar como Ele e somente o fazemos, quando O amamos acima de todas as coisas e fazemos de nossas vidas oferta em favor da Sua vontade para que o mundo possa conhecê-Lo.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE