As obras revelam o papel e propósito

Temos que olhar as coisas com a sabedoria de Deus, caso contrário ficaremos perdidos no que vemos, pois não entendemos e nem compreendemos o que se passa. Com João não foi diferente. Estava preso e manda perguntar a Jesus se Ele era quem estava esperando, mesmo depois de receber a confirmação no batismo do Senhor Jesus.

Lemos sobre isso, em Mateus, no capítulo onze, versículos dois e três quando manda perguntar a Jesus:  “João Batista estava na cadeia e, quando ouviu falar do que Cristo fazia, mandou que alguns dos seus discípulos fossem perguntar a ele: O senhor é aquele que ia chegar ou devemos esperar outro?” (Mateus 11.2–3, NTLHE). Como Jesus responde? Isto lemos do versículo quatro ao seis: “ Jesus respondeu: — Voltem e contem a João o que vocês estão ouvindo e vendo. Digam a ele que os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e os pobres recebem o evangelho. E felizes são aqueles que não abandonam a sua fé em mim!” (Mateus 11.4–6, NTLHE).

E Jesus completa, do versículo dezesseis ao dezenove: “— Mas com quem posso comparar as pessoas de hoje? São como crianças sentadas na praça. Um grupo grita para o outro: “Nós tocamos músicas de casamento, mas vocês não dançaram! Cantamos músicas de sepultamento, mas vocês não choraram!” João Batista jejua e não bebe vinho, e todos dizem: “Ele está dominado por um demônio.” O Filho do Homem come e bebe, e todos dizem: “Vejam! Este homem é comilão e beberrão! É amigo dos cobradores de impostos e de outras pessoas de má fama.” Porém é pelos seus resultados que a sabedoria de Deus mostra que é verdadeira.” (Mateus 11.16–19, NTLHE).

O nosso papel neste mundo é agirmos como o Cristo, sermos seus imitadores e realizarmos a Sua obra, para que ao fazermos isso, revelemos as obra que glorificam a Deus e que manifestam as Suas virtudes, como o amor, piedade e compaixão pelas vidas, trazendo libertação e cura, as pessoas verão a Deus, e assim O glorificarão. Ao fazermos isso, cumpriremos o nosso propósito neste mundo que é revelar o reino e fazer o Pai conhecido, agindo como Seus filhos.

Anúncios