Nossa coroa e glória

foto por: Pro Church Media em Unsplash

Há um equívoco muito grande quando olhamos o Reino de Deus sob a perspectiva de coisas e recompensas pelo bom serviço prestado e associamos coroa e glória a coisas que iremos receber, mas nossa coroa e glória não está associada a isso, mas a pessoas, pois precisamos entender que somos responsáveis uns pelos outros, pela sua edificação e crescimento e que devemos ser a oferta para que o outro cresça, assumindo responsabilidade pela sua vida.

Paulo, na sua primeira carta aos Tessalonicenses, capítulo dois, versículo dezenove, fala com relação a coroa e glória: “Pois quem é a nossa esperança, ou alegria, ou coroa em que exultamos, na presença de nosso Senhor Jesus em sua vinda? Não sois vós?” (1Tessalonicenses 2.19, BEARA).

O Reino se trata de pessoas, do quanto investimos, ajudamos, somos oferta na vida dos outros para que possam deixar sua imaturidade e religiosidade e serem expressão da graça e do amor de Deus, agindo como imitadores de Cristo. Enquanto não compreendermos que são pessoas e não coisas, não entenderemos  e nem nos submeteremos à vontade do Pai, sendo instrumento na vida uns dos outros, modelos para ensinar e transmitir o que temos aprendido segundo a graça de Deus.

Anúncios