Para que a oferta seja agradável!

foto por: Jairph em Unsplash

Temos que compreender que o nosso papel no corpo é amadurecermos, sermos expressão do Senhor em nossas palavras e ações, e assim, como uma oferta em favor do crescimento e amadurecimento dos membros do Corpo, instrumentos para corrigir, ajudar, ensinar e conduzir as pessoas à maturidade para que suas vidas sejam expressão de uma oferta agradável ao Senhor.

Assim Paulo nos ensina a fazer, como ele escreveu aos Romanos, no capítulo quinze, nos versículos quinze e dezesseis: “Entretanto, vos escrevi em parte mais ousadamente, como para vos trazer isto de novo à memória, por causa da graça que me foi outorgada por Deus, para que eu seja ministro de Cristo Jesus entre os gentios, no sagrado encargo de anunciar o evangelho de Deus, de modo que a oferta deles seja aceitável, uma vez santificada pelo Espírito Santo.” (Romanos 15.15–16, BEARA).

Tudo se trata deste processo, pois precisamos entender que nós, em nossa jornada, caminhada, precisamos amadurecer, sermos a oferta agradável a Deus, de maneira que possamos ensinar outros a viverem o Seu reino neste mundo, ser expressão da Sua graça, amor e misericórdia com as pessoas, para que façam de suas vidas uma oferta em favor da vontade do Pai, ensinando outros a viverem da mesma forma.

Precisamos amadurecer, crescer, chegar a maturidade e sermos a expressão da obra de Deus em nós, de maneira que revelemos Cristo e ensinemos outros a viverem da mesma maneira para que o nome de nosso Deus seja glorificado e santificado por nossas vidas.

Anúncios