Sejamos a oferta no altar: a nossa cruz

Sejamos a oferta no nosso altar: a nossa cruz

foto por: Lucas Ludwig em Unsplash

O autor da carta aos Hebreus, no capítulo treze, versículos treze a dezesseis afirma:

“Portanto, vamos para perto de Jesus, fora do acampamento, e soframos a mesma desonra que ele sofreu. Porque neste mundo não temos nenhuma cidade que dure para sempre; pelo contrário, procuramos a cidade que virá depois.  Por isso, por meio de Jesus Cristo, ofereçamos sempre louvor a Deus. Esse louvor é o sacrifício que apresentamos, a oferta que é dada por lábios que confessam a sua fé nele. Não deixem de fazer o bem e de ajudar uns aos outros, pois são esses os sacrifícios que agradam a Deus.” (Hebreus 13.13–16, NTLHE).

Precisamos compreender que o nosso altar de oferta é a cruz que somos convocados por Cristo para oferecermos a nossa vida quando nos chama para sermos os Seus discípulos, pois é no altar que há o derramar do sangue. Assim como Ele se fez oferta em nosso favor, somos chamados a negarmos a nós mesmos, tomarmos a nossa cruz e seguirmos o Seu modelo, sendo oferta em favor de todos que precisam conhecer a Deus.

Que possamos aprender com o exemplo de Cristo qual é o sacrifício que Deus deseja de nós, pois somente assim, prestamos o verdadeiro louvor e culto ao nosso Deus, pois quando compreendemos a Sua vontade e agimos como Cristo, não só revelamos maturidade, mas demonstramos que entendemos o amor de nosso Deus em nosso favor, para que sejamos oferta em favor de todos que precisam conhece-Lo.

O altar onde prestamos o verdadeiro sacrifício que agrada a Deus é a nossa cruz que Cristo nos chama a tomarmos para sermos oferta em favor do mundo como Ele.