Justificados em Cristo Jesus

foto por: niu niu em Unsplash

Não se trata do que podemos fazer para alcançar de Deus a recompensa, mas de compreendermos o que Ele fez por nós e a essa vontade nos submetermos, compreendendo que somos justificados, aceitos por Ele, não pelo que podemos fazer, mas por fé, por compreendermos que o que nos salva de nós mesmos, de nosso pecado e nossa ignorância é o que Cristo fez em nosso favor.

Paulo fala sobre a justificação em Cristo em Romanos, capítulo três, do versículo vinte e um ao vinte e seis: “Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que crêem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” (Romanos 3.21–26, BEARA). E concluí no vinte e oito: “Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei.” (Romanos 3.28, BEARA).

Por isso, não se trata do que podemos fazer para receber de Deus a recompensa, mas no ato de crermos que Ele nos justifica por meio de Cristo, que temos que nos submeter a essa vontade, sermos servos da justiça e revelarmos o Seu nome às pessoas, andamos neste mundo praticando obras que revelam o Deus que conhecemos. As obras não tem o intuito de alcançá-Lo, mas tendo o entendimento que fomos alcançados por Ele, fazermos as obras que O revelam.

Que possamos nos submeter à Sua vontade, praticarmos as Suas obras para revelá-Lo ao mundo, manifestando a salvação que nos é concedida.

 

Anúncios