Nós somos os enviados, não outros!!

foto por: feng haha em Unsplash

Queremos sempre transferir para outros a responsabilidade que Deus nos chamou para cumprir, mas precisamos estar atentos aos Seus processos e não acharmos que dá para fazer pela nossa vontade e tempo.

Moisés depois de fugir para o deserto, por ter agido segundo o seu entendimento, é preparado lá para cumprir a vontade do Pai quanto a tirar o povo da escravidão. Para isso, Deus o chama e o envia, como está em Atos, capítulo sete, versículo trinta e quatro, conforme palavras de Estevão: “Vi, com efeito, o sofrimento do meu povo no Egito, ouvi o seu gemido e desci para libertá-lo. Vem agora, e eu te enviarei ao Egito.” (Atos dos Apóstolos 7.34, BEARA).

Assim como fez Moisés, também o fazemos, pois quando não agimos precipitadamente, rejeitamos o que Deus coloca diante de nós para fazermos. Moisés, antes de ir, deu diversas desculpas quanto a sua incapacidade.

Temos que entender que, podemos resistir, mas se fomos preparados para a missão, ela é nossa e seremos conduzidos a realiza-la conforme a vontade do Pai. Precisamos aprender a olhar o tempo Dele e andarmos segundo a Sua vontade.

Ele nos fez nova criatura, concedeu-nos do Seu Espírito e nos capacitou para vivermos a Sua vontade. O que temos que fazer? Santificar o procedimento para que Cristo seja visto em nós. Não estamos falando de perfeição, mas de caminhada para revelarmos em nossas ações, o Senhor. Fomos chamados para revelarmos Cristo ao mundo, fomos inseridos na família de Deus, somos pedras vivas do templo que Ele está construindo, por isso, precisamos fazer da nossa vida a oferta que O agrada em favor do Corpo e como expressão de compaixão com as pessoas que ainda não O conhecem para que por meio de nossas vidas, possam conhece-Lo.

Anúncios