Ouvir o que se deseja!

Ouvir da vontade de deus

foto por: Marcos Luiz Photograph em Unsplash

Queremos e gostamos de ouvir o que nos interessa e que satisfaz o nosso ego e vontade. Nem sempre queremos ouvir o que precisamos e muitas vezes não queremos compreender nada que seja diferente do que pensamos. Temos e precisamos refletir sobre isso, pois, quanto mais quisermos ouvir sobre os nossos desejos, mais longe estamos do propósito e da vontade de Deus.

Paulo, instruindo Timóteo, em sua segunda carta, capítulo quatro, do versículo um ao quatro, fala sobre esta questão: “Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que julgará todos os seres humanos, tanto os que estiverem vivos como os que estiverem mortos, eu ordeno a você, com toda a firmeza, o seguinte: por causa da vinda de Cristo e do seu Reino, pregue a mensagem e insista em anunciá-la, seja no tempo certo ou não. Procure convencer, repreenda, anime e ensine com toda a paciência. Pois vai chegar o tempo em que as pessoas não vão dar atenção ao verdadeiro ensinamento, mas seguirão os seus próprios desejos. E arranjarão para si mesmas uma porção de mestres, que vão dizer a elas o que elas querem ouvir. Essas pessoas deixarão de ouvir a verdade para dar atenção às lendas.” (2Timóteo 4.1–4, NTLHE).

Somos os que tem buscado a vontade de Deus? Ou os que tem se cercado de mestres que falam o que desejam ouvir? Ouvir sobre a vontade de Deus, querer conhecê-la sempre nos conduzirá por caminhos que implicam em rejeitarmos a nós mesmos, morrermos para nós, tomarmos a cruz e seguirmos o modelo de Cristo, que implica em fazer da nossa vida uma oferta em favor das pessoas. Por isso, queremos ouvir o que desejamos ou o que Deus tem para nos falar? Que possamos ansiar, desejar, sermos zelosos pela Sua vontade.

Anúncios