A convicção da vontade do Pai

Convicção da vontade de Deus em tudo

foto por: frank mckenna em Unsplash

Não podemos duvidar, não podemos ser guiados pela incerteza do amor, do cuidado e da obra que o Pai preparou para nós. Assim, como Jesus, precisamos, independente do que estejamos passando, compreender que tudo está debaixo da Sua vontade e autoridade sobre as nossas vidas.

Pilatos fala a Jesus, durante o Seu julgamento, em João, capítulo dezenove, versículo dez: “ Então Pilatos disse: — Você não quer falar comigo? Lembre que eu tenho autoridade tanto para soltá-lo como para mandar crucificá-lo.” (João 19.10, NTLHE). Qual foi a resposta de Jesus? O que Ele lhe falou? Podemos ler no versículo onze: “ Jesus respondeu: — O senhor só tem autoridade sobre mim porque ela lhe foi dada por Deus. Por isso aquele que me entregou ao senhor é culpado de um pecado maior.” (João 19.11, NTLHE).

Temos que ter este discernimento. Toda autoridade somente é permitida por Deus. E diante deste fato, tudo que nos sobrevêm, que ocorre conosco não é aleatório, não é por acaso, mas, emana de nosso Deus que é soberano sobre tudo e todos e permite tudo dentro do realizar do Seu plano e vontade, para que sejamos a expressão de Cristo, o manifestar da Sua vontade e o revelar da Sua justiça neste mundo.

Assim como não foi fácil para o Senhor, também não será fácil para nós, mas no ato de nos submetermos à vontade de Deus e reconhecermos Sua soberania sobre todas as coisas é que expressamos nossa confiança Nele e no Seu amor pelas pessoas, e assim como Ele, devemos agir com compaixão.

Anúncios