Reunir todos os filhos de Deus

foto por: Kevin Delvecchio on Unsplash

Quando compreendemos o evangelho, o reino de Deus e que o Seu plano e propósito está relacionado em reunir todos os Seus filhos em um só corpo, uma só família, através do sacrifício de Cristo, não nos resta alternativa que não nos submetermos à Sua vontade, honrarmos o Seu nome e santificarmos o procedimento para sermos expressão do Seu querer.

No evangelho de João, capítulo onze, do versículo quarenta e nove ao cinquenta e dois, podemos ler sobre este aspecto quando Caifás profetiza com relação a isso: “ Então Caifás, que naquele ano era o Grande Sacerdote, disse: — Vocês não sabem nada! Será que não entendem que para vocês é melhor que morra apenas um homem pelo povo do que deixar que o país todo seja destruído? Naquele momento Caifás não estava falando por si mesmo. Mas, como ele era o Grande Sacerdote naquele ano, estava profetizando que Jesus ia morrer pela nação. E não somente pela nação, mas também para reunir em um só corpo todos os filhos de Deus que estão espalhados por toda parte.” (João 11.49–52, NTLHE).

Precisamos desenvolver a consciência, o entendimento de Corpo, de que não somos separados e isolados, mas que fazemos parte da família de Deus, que somos membros do Corpo de Cristo, membros uns dos outros, que somos responsáveis uns pelos outros e que isto traduz a vontade do Pai.

Não revelamos Deus na nossa individualidade e sim por meio da Igreja, o Corpo de Cristo, quando manifestamos as Suas virtudes, quando realizamos ações em favor das pessoas e não pela busca da nossa vontade, mas, em nos submetermos ao desejo do Pai, santificando o procedimento para que possamos leva-Lo a todas as pessoas.

Anúncios