Do que trata o Evangelho

Pensamos no evangelho, nas boas novas, na perspectiva de sermos salvos e temos que entender que não é disto que é tratado. As boas novas, fala da chegada do reino, da reconciliação com Deus e principalmente do estilo de vida que seja viver o Reino de Deus neste mundo.

Viver o evangelho, não é somente receber a salvação, mas tendo o entendimento que fomos reconciliados com Deus, que recebemos da vida eterna do Criador, não nos resta alternativa que não seja sermos Seus imitadores e fazermos de nossas vidas uma oferta em favor dos outros para que cheguem ao conhecimento da Sua vontade. Mas, também precisamos compreender que viver o Reino neste mundo implica em passar por aflições e lutas.

Paulo e Barnabé foram exemplos disto, quando Paulo foi apedrejado, mas mesmo tendo ocorrido isso, ele continuou a fazer o que compreendia ser a vontade do Pai, como está no capítulo quatorze, nos versículos vinte e um e vinte e dois: “Paulo e Barnabé anunciaram o evangelho em Derbe, e muitos moradores daquela cidade se tornaram seguidores de Jesus. Depois voltaram para as cidades de Listra, Icônio e Antioquia da Pisídia. Eles animavam os cristãos e lhes davam coragem para ficarem firmes na fé. E também ensinavam que era preciso passar por muitos sofrimentos para poder entrar no Reino de Deus.” (Atos dos Apóstolos 14.21–22, NTLHE).

Não que o sofrimento e as lutas sejam a condição para entrar, mas por conhecerem e viverem a vontade do Pai passamos por estas coisas. Isto é normal e natural na vida daqueles que se comprometem com o Reino.

Precisamos entender que o evangelho fala de fazer da nossa vida uma oferta em favor das pessoas para que cheguem à maturidade e ao conhecimento da vontade de Deus e aprendam a se comprometer com essa vontade.

Anúncios