Salvação: arrependimento e batismo

Precisamos compreender que o processo de Deus requer de nós compreensão, busca da Sua salvação, arrependimento e o batismo como expressão de confissão para entendermos o ato de Deus em nosso favor, o Seu mover para que alcançássemos a reconciliação.

Pedro, explicando em Pentecoste o que estava acontecendo, e falando da salvação (reconciliação com Deus), afirma em Atos, no capítulo dois, no versículo vinte e um:  “ Então todos os que pedirem a ajuda do Senhor serão salvos.”” (Atos dos Apóstolos 2.21, NTLHE). A salvação está em reconhecermos que precisamos de Deus, que dependemos Dele e precisamos reconhecer que em Jesus, na Sua obra na cruz em nosso favor, Deus O fez o Salvador e o Senhor sobre todas as coisas, como podemos ler no versículo trinta e seis:  “Todo o povo de Israel deve ficar bem certo de que este Jesus que vocês crucificaram é aquele que Deus tornou Senhor e Messias.” (Atos dos Apóstolos 2.36, NTLHE).

Tendo este entendimento, que Ele é o Messias e que a salvação está em Deus e que nós somos responsáveis por Sua condenação por causa da nossa rebeldia, do nosso pecado e o que Ele fez foi uma oferta de amor, expressão de compaixão em nosso favor para que pudéssemos ser reconciliados com Deus, precisa haver em nós o arrependimento, como podemos ler nos versículos trinta e sete e trinta e oito: “Quando ouviram isso, todos ficaram muito aflitos e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: Irmãos, o que devemos fazer? Pedro respondeu: Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para que os seus pecados sejam perdoados, e vocês receberão de Deus o Espírito Santo.” (Atos dos Apóstolos 2.37-38, NTLHE).

Mas, por que batizar? Este é o ponto importante da confissão. O batismo é a expressão da confissão, do arrependimento. Batizamos, porque é a confissão pública do nosso arrependimento e o reconhecimento que com Cristo morremos na cruz para a nossa natureza humana, para vivermos, agora, em novidade de vida, sujeitos à vontade de Deus.

E naquele dia, o resultado da mensagem, foi que acreditaram nela e foram batizados, como podemos ler no versículo quarenta e um: “Muitos acreditaram na mensagem de Pedro e foram batizados. Naquele dia quase três mil se juntaram ao grupo dos seguidores de Jesus.” (Atos dos Apóstolos 2.41, NTLHE).

Arrependimento é a mudança de atitude com relação à forma de viver e o reconhecimento que somos miseráveis diante de Deus e que precisamos e dependemos inteiramente Dele. O batismo é a confissão pública de que nos sujeitamos à vontade de Deus. Não se trata de um ato religioso, mas de uma confissão pública diante das pessoas sobre a nossa fé.

Anúncios