A Deus o que é de Deus

“Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.” (Lucas 20.25, RA)

Não podemos querer ou desejar oferecer a Deus o que é do mundo. Nem podemos desejar o que é do mundo como se fosse de Deus, pois tudo que é deste mundo e a sua forma de pensar não provém de Deus e nem pode Lhe agradar. Podemos e devemos usar as coisas deste mundo, mas não devemos e nem podemos tê-las no coração, pois não revelam e nem manifestam o nosso Deus. Tudo que oferecemos a Deus provém Dele. Ele nos fez um novo ser, uma nova criatura, por meio de Cristo e nos tirou das trevas e nos transportou para o Seu reino, para revelarmos a Sua glória neste mundo e para prestarmos o verdadeiro culto a Ele, devemos oferecer as nossas vidas de maneira a revelarmos o Seu reino e Sua glória.