Deus dos vivos

foto por: Benaja Germann em Unsplash

Quando observamos as palavras proferidas por Cristo em Lucas, no capítulo vinte, versículo trinta e oito, compreendemos o foco de Deus em nosso favor, pois Ele afirma:

Ora, Deus não é Deus de mortos, e sim de vivos; porque para ele todos vivem.” (Lucas 20.38 RA).

Somos chamados para viver na vontade de Deus, segundo o Seu plano estabelecido desde os tempos eternos, revelados em Cristo para que pela Igreja, glorifiquemos o nosso Deus e Pai. Nós estávamos mortos, separados Dele, sem a Sua vida. Por meio de Cristo e Sua obra redentora, fomos resgatados das trevas, transportados para o Seu reino. Ele nos vivificou por meio de Cristo e nos concedeu o privilégio de sermos filhos e vivermos para a Sua glória, revelando o Seu nome. Nós, Seus filhos, regenerados para uma viva esperança, somos vivificados por meio de Cristo para vivermos o Seu reino e revelarmos a Sua glória neste mundo. Ele não é Deus dos mortos, dos que estão perdidos, mas daqueles que por meio de Cristo, vivem como Seus filhos enchendo a terra com o conhecimento da Sua glória, andando compromissados com a Sua vontade, sendo luz e conduzindo todos à Sua salvação.

O nosso Deus e Pai não é um Deus dos mortos, mas dos vivos, dos Seus filhos, que foram resgatados por meio de Cristo, para que como filhos, vivamos o Seu reino, revelemos a Sua salvação e, como Seus embaixadores e reconciliadores das pessoas, conduzamos todos à Ele.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE