Tudo se trata das bodas

foto por: Photos by Lanty em Unsplash

Em todos ensinos de Paulo, quando Pedro escreve, Jesus ensina, eles falam do nosso crescimento, amadurecimento e de estarmos prontos para vinda do Senhor, de sermos encontrados fiéis. Precisamos compreender que é nossa responsabilidade, à medida que amadurecemos e compreendemos, fazermos da nossa vida a oferta em favor do outro para que possa crescer, amadurecer, revelar o Pai e ensinar outros a fazerem o mesmo preparando a Igreja, a família de Deus, para a festa que Ele tem preparado para os Seus.

Sobre as bodas do Cordeiro, João escreve sobre isso em Apocalipse, capítulo dezenove, versículos sete e oito: “Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou, pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.” (Apocalipse 19.7–8, BEARA).

Pedro fala que somos como pedras vivas de um templo que Deus está construindo, Paulo fala que se esmerava para ensinar, para preparar a Igreja para o Senhor. Assim como eles, precisamos entender que é o nosso papel. Temos a responsabilidade, à medida que amadurecemos de sermos instrumentos para a edificação da Igreja, para que ela cumpra o Seu papel, revele o Pai ao mundo, e cada membro possa estar pronto para desempenhar na plenitude da vontade do Senhor o seu papel na edificação do Corpo.

Anúncios