Nosso Pai, nosso Deus

foto por: Taneli Lahtinen em Unsplash

O unigênito se tornando primogênito de muitos irmãos. Cristo, na Sua oferta, não só permitiu que pudéssemos acessar Deus, mas fez muito mais, nos fez Seus irmãos, nos ensinou o caminho para o nosso Pai e nosso Deus, pois Ele é o modelo, o exemplo em quem devemos basear a nossa vida, para sermos como Ele diante das pessoas.

Jesus, logo que apareceu a Maria, depois de ter ressuscitado, fala estas palavras, como podemos ler no evangelho de João, capítulo vinte, versículos dezessete e dezoito: “Recomendou-lhe Jesus: Não me detenhas; porque ainda não subi para meu Pai, mas vai ter com os meus irmãos e dize-lhes: Subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus. Então, saiu Maria Madalena anunciando aos discípulos: Vi o Senhor! E contava que ele lhe dissera estas coisas.” (João 20.17–18, BEARA).

Precisamos compreender a profundidade da obra de Cristo em nosso favor. Ele não veio só mostrar Deus ao mundo, veio sim, para revelar o Pai, para ser o caminho que nos conduz ao Seu conhecimento e da Sua vontade. Ele, sendo o unigênito, deu a Sua vida em nosso favor, para que nós nos tornássemos Seus irmãos, e assim de unigênito tornou-se o primogênito de muitos.

Que a gente possa aprender com Cristo sobre Sua oferta, para que imitando-O e fazendo da nossa vida a verdadeira oferta, conduzindo muitos irmãos ao conhecimento de nosso Pai e nosso Deus.

Anúncios