Rios de água viva

foto por: Jérôme Prax em Unsplash

Há uma promessa do Senhor para nós em relação a fluir rios de água viva do nosso interior ao crermos Nele. Precisamos compreender a importância disto para nós e qual o impacto desta verdade e a quem afeta, para não agirmos de maneira equivocada e pensarmos segundo a lógica natural.

Jesus falou sobre isso em João, capítulo sete, versículos trinta e sete e trinta e oito: “No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (João 7.37–38, BEARA). Esta promessa está relacionado ao que está escrito no versículo trinta e nove: “Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado.” (João 7.39, BEARA).

Todo aquele que crer em Jesus, que se submete a Ele como Senhor e Salvador, recebe do Espírito Santo, recebe um novo coração, é nascido de novo, feito à imagem de Cristo. Sendo nova criatura, agora liberta do domínio do pecado, recebemos o Espírito que faz em nós morada e Seu papel é nos ajudar na caminhada e lembrar-nos das palavras do Senhor. Recebemos da vida de Deus, por isso, de nosso interior fluirão rios de água viva. Qual o propósito? Precisamos entender que somos fontes de água viva não para saciar somente a nossa sede, mas como membros do Corpo, como parte da família de Deus, temos e precisamos agir como Cristo. E isto que recebemos, que é a vida de Deus e é para espalharmos pelo mundo e assim, podermos saciar a sede de todas as pessoas, conduzindo-as ao conhecimento do Pai.

O rio não é para nós, mas para outros, pois nós estamos em Deus, somos Dele, para revelá-Lo ao mundo e, como instrumentos do Pai, podermos conduzir as pessoas ao conhecimento da Sua vontade.

Anúncios