Não estar longe do Reino de Deus

foto por: Johannes Hofmann em Unsplash

Não estamos longe do Reino quando compreendemos, temos o entendimento da vontade de Deus e a ela nos submetemos. Não se trata do quanto nos empenhamos para agradá-Lo e prestar um serviço que Lhe seja agradável, pois não se trata de serviço, mas de entendermos o nosso chamado, o nosso propósito e de colocarmos o nosso novo coração na busca do entendimento e do conhecimento da vontade do Pai.

Depois de ser arguido por um religioso, tendo dado a resposta, ele afirma que o que Jesus tinha respondido estava correto, então Jesus lhe afirma, em Marcos, no capítulo doze, no versículo trinta e quatro que ele não estava longe do Reino de Deus: “Vendo Jesus que ele havia respondido sabiamente, declarou-lhe: Não estás longe do reino de Deus. E já ninguém mais ousava interrogá-lo.” (Marcos 12.34, BEARA).

Mas porque desta afirmação? Ele tinha perguntado qual o mandamento mais importante e Jesus, afirmou do versículo vinte e oito ao trinta e um: “Chegando um dos escribas, tendo ouvido a discussão entre eles, vendo como Jesus lhes houvera respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o principal de todos os mandamentos? Respondeu Jesus: O principal é: Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.” (Marcos 12.28–31, BEARA).

Por que amar é o mais importante? O que significa amar na perspectiva de Deus? Não podemos pensar em amor no sentido de gostar muito, de ter prazer com as pessoas, pois não se trata disto. O amor de Deus está em mesmo não merecendo, há o mover em favor daquele para que possa experimentar e conhecer a verdadeira vida. O amor de Deus envolveu oferta e sacrifício para que nós pudéssemos conhecê-Lo. Amarmos o próximo como a nós mesmos, implica que tudo que desejamos para nós, devemos desejar e fazer pelo outro, merecendo ou não, pois quem assim age não pratica o mal contra o próximo.

Amar como Deus é entendermos que tivemos o Seu amor derramado em nossas vidas pelo Espírito Santo para compartilharmos com as pessoas e não tem nada a ver com o pensamento natural, como os nossos desejos e vontade, mas em fazermos da nossa vida a oferta, como Cristo, para que o outro também possa conhecer o Pai.

Anúncios