Na mentira nos fazemos filhos de Deus?

foto por: Kaley Dykstra em Unsplash

Viver o reino de Deus e Sua vontade não se trata de uma questão de aparência, de religiosidade e nem de qualquer outra atitude que não expresse o novo coração, o recebido do Pai. Não se trata de agradar as pessoas e nem de aparência, mas na expressão da transformação, na motivação que nos conduz a nos sujeitarmos à vontade Daquele que nos tirou das trevas.

No início da igreja temos a história de Ananias e Safira. Fizeram uma boa ação, mas mentiram, mentiram ao Espírito. Eles tinham um terreno, venderam-no e entraram em acordo que tinham vendido por um valor menor. Eles entregaram este valor menor aos Apóstolos. Eles queriam aparentar o que não eram.

Essa história está  em Atos no capítulo cinco, versículos um e dois: “Entretanto, certo homem, chamado Ananias, com sua mulher Safira, vendeu uma propriedade, mas, em acordo com sua mulher, reteve parte do preço e, levando o restante, depositou-o aos pés dos apóstolos.” (Atos dos Apóstolos 5.1–2, BEARA). Pedro, tendo a revelação do Espírito, fala-lhe isto no versículo quatro: “Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder? Como, pois, assentaste no coração este desígnio? Não mentiste aos homens, mas a Deus.” (Atos dos Apóstolos 5.4, BEARA). Depois veio a sua mulher (Safira), isto nos versículos sete e oito: “Quase três horas depois, entrou a mulher de Ananias, não sabendo o que ocorrera. Então, Pedro, dirigindo-se a ela, perguntou-lhe: Dize-me, vendestes por tanto aquela terra? Ela respondeu: Sim, por tanto.” (Atos dos Apóstolos 5.7–8, BEARA).

Ambos morreram por terem mentido ao Espírito. O que aconteceu na Igreja? Podemos ler sobre isso no versículo onze: “E sobreveio grande temor a toda a igreja e a todos quantos ouviram a notícia destes acontecimentos.” (Atos dos Apóstolos 5.11, BEARA).

Temos que entender que viver o Reino, viver a vontade de Deus, não se trata de mentirmos, nem de aparentarmos o que não somos. Mas, compreendermos a Sua vontade e a ela nos submetermos, andando conforme amadurecemos, expressando o Senhor. Como a própria palavra fala, aos mentirosos, cabe o inferno. Temos que compreender que não podemos viver de aparência e nem querendo enganar a nós mesmos, mas viver segundo o que aprendemos e compreendemos, para que a vontade do Pai se realize em nós e através de nós, transformando vidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s