O sacrifício, a oferta

No sacrifício a oferta do verdadeiro culto

foto por: Tina Rolf em Unsplash

Jesus é o nosso modelo e precisamos compreender que fomos feitos novas criaturas, recebemos um novo coração segundo o do Pai, para sermos como o Seu filho Jesus e temos o propósito de revelarmos o Reino aos homens e fazermos da nossa vida a oferta, o sacrifício, em favor deles para que possam conhece-Lo.

Jesus, na certeza de que tinha vindo para aquela hora, dois dias antes declara aos discípulos que iria ser crucificado, como está em Mateus vinte e seis, versículo dois: “Sabeis que, daqui a dois dias, celebrar-se-á a Páscoa; e o Filho do Homem será entregue para ser crucificado.” (Mateus 26.2, BEARA).

Qual a perspectiva que olhamos o reino, a vontade de Deus e o Seu querer para as nossas vidas? De nos salvarmos? De termos uma vida tranquila? De não passarmos por problemas e dificuldades?

Estes são aspectos que devemos pensar e refletir e principalmente, conhecer as Escrituras e saber o que Ele falou e quais são as Suas promessas e qual a Sua vontade para as nossas vidas.

Jesus disse que no mundo teríamos aflições, que sofreríamos perseguição, que seríamos odiados por todos, e que assim como Ele tinha sido enviado pelo Pai, assim Ele nos enviou. O que deduzimos?

Precisamos entender que as promessas que recebemos foi de que no mundo passaríamos por aflições, assim como Paulo que aprende a viver contente em toda e qualquer situação. Precisamos, entender que como seguidores de Cristo, nossa vida deve e term que ser uma oferta, para que todos possa conhecer o Pai e a Sua vontade. Que sejamos, como Cristo, a oferta em favor das pessoas e que ensinemos outros a fazerem o mesmo.

Anúncios