Não se trata do quê, mas para quem

foto por: Kelly Sikkema em Unsplash

O reino de Deus não se trata do quê e o quanto fizemos, mas da compreensão e entendimento de para Quem. Podemos trabalhar muito ou pouco, o que importa é se as nossas vidas se traduziram em uma oferta em favor do outro e do quanto os conduzimos ao conhecimento de Deus.

Podemos pensar na perspectiva do que iremos receber pelo trabalho que fizemos, mas não é isso e sim da motivação que nos moveu. Podemos começar cedo ou tarde nesta jornada, trabalhar por muitos anos ou não nesta seara de Deus, mas temos que entender que foi em favor das vidas, não do que iremos receber.

Jesus contando a história de  um administrador que contrata trabalhadores para a sua vinha ao longo do dia e paga a todos o mesmo valor. Na conversa dele com a equipe que começou no início do dia, podemos ver o que ele falou aos trabalhadores, no capítulo vinte de Mateus, do versículo nove ao quatorze.

Vindo os da hora undécima (17h), recebeu cada um deles um denário. Ao chegarem os primeiros (começaram cedo), pensaram que receberiam mais; porém também estes receberam um denário cada um. Mas, tendo-o recebido, murmuravam contra o dono da casa, dizendo: Estes últimos trabalharam apenas uma hora; contudo, os igualaste a nós, que suportamos a fadiga e o calor do dia. Mas o proprietário, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não combinaste comigo um denário? Toma o que é teu e vai-te; pois quero dar a este último tanto quanto a ti.” (Mateus 20.9–14, BEARA).

Como olhamos o trabalho que temos pela frente? O quanto a seara precisa de trabalhadores? Na perspectiva do quanto iremos receber por trabalhar por muito tempo ou o entendimento de que o fazemos pela certeza de que Deus alcançará as pessoas por meio de nossas vidas e que somos abençoadores?

Devemos fazer o nosso trabalho para que Cristo seja visto em nós e assim, como Sua graça nos alcançou, possamos alcançar todos a quem revelarmos o Reino, fazendo da nossa vida uma oferta em favor deles.

 

Anúncios