Enviados para perdoar pecado

no perdão revelamos o amor pelas pessoas

foto por: Pablo Heimplatz em Unsplash

O nosso desejo é revelar o poder de Deus, mostrar as Suas maravilhas nos céus e na terra, fazer milagres, mas não compreendemos que a Sua vontade não está em que revelemos o Seu poder, mas, compreendendo Quem Ele é, conhecendo-O como deseja ser conhecido, nos movamos em favor das pessoas, e assim, como Cristo foi enviado, compreendamos que fomos enviados ao mundo para revela-Lo, perdoando pecado, pois ao perdoarmos o pecado dos outros, revelamos o Seu amor a todos nós.

Jesus falou isto aos discípulos, quando apareceu a eles após a Sua ressurreição. Isto está em João, capítulo vinte, do versículo vinte e um ao vinte e três: “Então Jesus disse de novo: — Que a paz esteja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês. Depois soprou sobre eles e disse: — Recebam o Espírito Santo. Se vocês perdoarem os pecados de alguém, esses pecados são perdoados; mas, se não perdoarem, eles não são perdoados.” (João 20.21–23, NTLHE).

A maior expressão de que conhecemos o Pai é quando perdoamos as pessoas por suas ofensas, pois no perdão expressamos o profundo amor de Deus por todos. Precisamos ter este entendimento que o objetivo não é mostrar o Seu poder, mas, revela-Lo ao mundo e somente fazemos isso, agimos como Ele, quando somos Seus imitadores, quando santificamos o procedimento e revelamos o ser espiritual que Deus criou por meio da obra de Cristo Jesus.

Revelar Deus, perdoar pecado não é uma opção, mas a expressão de que O conhecemos, que entendemos  a compaixão e que agimos em favor das pessoas conduzindo-as ao conhecimento Daquele que nos amou primeiro.

Anúncios