O amor extravagante de Deus

Paulo ensinando na sua primeira carta aos Coríntios, no capítulo treze, versículo treze, afirma:

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.” (1Coríntios 13.13 RA).

Nossas vidas neste mundo, depois de conhecermos a Deus e nos submetermos à Cristo como Senhor e Salvador, nascemos de novo para fazermos a jornada de crescimento (amadurecimento) para expressá-Lo na plenitude da vontade de Deus.

Nesta jornada usamos os dons, a capacitação recebida, isto é: tomamos mão, segundo o que o Espírito nos concede de: profecias, línguas, curas, ciência e todos os demais recursos que nos foram concedidos para o crescimento e desempenhar do papel da Igreja no mundo. Mas tudo isso passará. O verdadeiro valor do reino de Deus está em expressarmos o Seu amor a todas as pessoas, em todos os lugares e tempos, pois é isso que fará a diferença e as levará a conhecer o nosso Deus e Salvador. Precisamos manter firmes a nossa fé e esperança, mas tudo fará diferença à medida que revelamos o amor de Deus ao mundo.

A vida cristã não está nas obras que fazemos, nas profecias, milagres, mas na expressão plena e extravagante do amor de nosso Deus ao mundo, agindo como Cristo e expressando em todas as coisas as obras que glorificam o Seu nome.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE