Recebemos e devemos revelar a natureza divina

Devemos expressar a natureza divina nas obras que realizamos

foto por: Aaron Burden em Unsplash

Quando compreendemos que recebemos a natureza divina, que estamos unidos com Deus, que somos responsáveis e designados para revelá-la para que o Pai seja glorificado por meio de Cristo Jesus, não temos outra maneira de viver que não santificando o procedimento para que Ele receba toda a glória.

Em Sua oração, Jesus no evangelho de João, capítulo dezessete, versículo quatro afirma: “Eu revelei no mundo a tua natureza gloriosa, terminando assim o trabalho que me deste para fazer.” (João 17.4, NTLHE). E então, nos versículos nove e dez, Ele faz o seguinte pedido, onde Ele afirma que a natureza divina se revela por meio de nós: “— Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha natureza divina se revela por meio daqueles que me deste.” (João 17.9–10, NTLHE). Depois , em Sua oração, no versículo dezoito: “Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei.” (João 17.18, NTLHE). E do versículo vinte e um ao vinte e três, temos o entendimento do porque Ele repartiu a Sua natureza divina conosco: “E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, e eu estou unido contigo, que todos os que crerem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste. A natureza divina que tu me deste eu reparti com eles a fim de que possam ser um, assim como tu e eu somos um. Eu estou unido com eles, e tu estás unido comigo, para que eles sejam completamente unidos, a fim de que o mundo saiba que me enviaste e que amas os meus seguidores como também me amas.” (João 17.21–23, NTLHE).

Com este entendimento o que precisamos fazer? Revelar a natureza divina de Cristo ao mundo. Mas, como o fazemos? Santificando o procedimento, pois no processo de conhecermos a Deus, compreendemos quem Ele é e como devemos viver. E com esta compreensão, não teremos outra maneira de viver que não unidos nesta fé de que somos responsáveis, como um corpo, de revelar Cristo ao mundo. Temos e precisamos praticar as obras de Deus, revelando compaixão, misericórdia e graça.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s