Fazer a vontade de Deus

Temos em Cristo o exemplo a ser seguido, devemos ser Seus imitadores, por isso, precisamos compreender como Ele agiu e a essência da Sua ação para que assim possamos cumprir e viver a vontade de Deus pelo modelo que temos em Cristo.

Na carta aos Hebreus, no capítulo dez, do versículo cinco ao nove temos um exemplo da atitude de Cristo, do agir em nosso favor, fazer da Sua vida uma oferta, um ato de compaixão,  um cumprir da vontade do Pai, como podemos ler: “Por isso Cristo, ao entrar no mundo, disse: “Tu, ó Deus, não queres animais oferecidos em sacrifícios nem ofertas de cereais, mas preparaste um corpo para mim. Não te agradam as ofertas de animais queimados inteiros no altar nem os sacrifícios oferecidos para tirar pecados. Então eu disse: — Estou aqui, ó Deus; venho fazer a tua vontade, assim como está escrito a meu respeito no Livro da Lei.” Primeiro ele disse: “Tu não queres sacrifícios ou ofertas de animais, e não te agradam as ofertas dos animais queimados inteiros no altar nem os sacrifícios oferecidos para tirar pecados.” Ele disse isso embora todos os sacrifícios sejam oferecidos de acordo com a lei. Depois ele disse: “Estou aqui, ó Deus, para fazer a tua vontade.” Assim Deus acabou com todos os antigos sacrifícios e pôs no lugar deles o sacrifício de Cristo.” (Hebreus 10:5-9, NTLH).

Podemos ler no versículo dez a consequência do ato, desta oferta: “E, porque Jesus Cristo fez o que Deus quis, nós somos purificados do pecado pela oferta que ele fez, uma vez por todas, do seu próprio corpo.” (Hebreus 10:10, NTLH). E além da remoção do pecado, há também a consequência da Sua obra que é o aperfeiçoamento para sempre, como podemos ler no versículo quatorze: “Assim, com um sacrifício só, ele aperfeiçoou para sempre os que são purificados do pecado.” (Hebreus 10:14, NTLH). Tendo Ele feito esta oferta, então  o autor afirma no dezoito: “Assim, quando os pecados são perdoados, já não há mais necessidade de oferta para tirá-los.” (Hebreus 10:18, NTLH).

Tendo, a consciência desta oferta, o entendimento da obra definitiva e completa de Cristo, o Seu oferecer em nosso favor, e que o resultado dela foi o perdão do pecado, o aperfeiçoamento para sempre, e que não temos que agir, ou empenhar para oferecermos algo, para alcançarmos o perdão do pecado, precisamos fazer da nossa vida uma oferta em favor das pessoas, expressando o aperfeiçoamento, abandonando as velhas práticas como o pensamento natural e vivermos o reino na plenitude da vontade do Pai, oferecendo as nossas vidas a Ele em favor das pessoas, para que O conheçam segundo o mesmo modelo de Cristo.

Anúncios