Escolhermos as coisas simples

foto por: Nathan Dumlao em Unsplash

O mundo como conhecemos está se desvanecendo, o tempo se abrevia e precisamos aprender o seu remir e vivermos com sabedoria. Precisamos aprender a viver de maneira simples, seja no casamento, no trabalho, na tristeza, na alegria ou em qualquer outra coisa que façamos ou que passemos.

Precisamos gastar o nosso tempo no que é importante e não nas coisas que o mundo quer nos empurrar. Não podemos nos envolver pelas coisas desta vida, mas precisamos andar como filhos de Deus, remindo o tempo, sendo expressão do Pai e fazendo-O conhecido por todos com quem nos relacionamos.

Paulo em sua primeira carta aos coríntios, capítulo sete, do versículo vinte e nove ao trinta e um, afirma: “Isto, porém, vos digo, irmãos: o tempo se abrevia; o que resta é que não só os casados sejam como se o não fossem; mas também os que choram, como se não chorassem; e os que se alegram, como se não se alegrassem; e os que compram, como se nada possuíssem; e os que se utilizam do mundo, como se dele não usassem; porque a aparência deste mundo passa.” (1Coríntios 7.29–31, BEARA).

É importante aborrecermos as coisas desta vida, isto é, amarmos menos que o reino de Deus e a vontade do Pai. Ele nos chamou para expressarmos e revelarmos o reino. Tudo que temos, passamos, as nossas lutas, abundância e falta, tem unicamente o propósito de expressarmos o Pai e a Sua vontade às pessoas. Andamos neste mundo para revelarmos o Reino e proclamarmos a glória do Senhor a todos, nas coisas que fazemos. Tudo que fazemos e somos é para revelar o Pai na plenitude da Sua vontade.

Anúncios