A tentação está sempre a porta

foto por: Dave Hoefler em Unsplash

Jesus nos ensinou, a vencermos a tentação, precisamos estar atentos e em estado de oração, como podemos ler em: Lucas, no capítulo vinte e dois, nos versículos quarenta e cinco e quarenta e seis:

Levantando-se da oração, foi ter com os discípulos, e os achou dormindo de tristeza, e disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação.” (Lucas 22.45–46 RA).

Paulo nos instrui a orarmos sem cessar, isto é, estarmos ligados ativamente na realidade que vivemos, mas o quanto compreendemos o tempo que estamos vivendo, a vontade de Deus, quem somos Nele, para sabermos o que devemos fazer e como orar? Se não entendermos quem somos e qual a tentação que nos sobrevirá, certamente, nossa oração estará equivocada, não entenderemos o que está acontecendo e continuaremos a ceder às tentações. Jesus está falando de nos sucumbirmos ao pensamento do mundo, à sua forma de pensar, isto é, pensarmos somente em nós e em nos salvarmos. Este era o Seu desejo, mas, Ele se sujeitou à vontade do Pai. Assim como Ele, precisamos agir, pois não podemos nos deixar enganar e aceitar a forma de pensar deste mundo, mas devemos atuar como Cristo e nos submetermos ao que o Pai nos chama para vivermos, pois fomos feitos à imagem de Cristo e capacitados para rejeitarmos as paixões humanas.

Temos que entender que a tentação estará sempre à porta, nos chamando para vivermos segundo a maneira de pensar do mundo, priorizando tudo que implique em nos salvar e atender aos nossos interesses.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE