Até quando?

“Suscitaram também entre si uma discussão sobre qual deles parecia ser o maior. Mas Jesus lhes disse: Os reis dos povos dominam sobre eles, e os que exercem autoridade são chamados benfeitores. Mas vós não sois assim; pelo contrário, o maior entre vós seja como o menor; e aquele que dirige seja como o que serve. Pois qual é maior: quem está à mesa ou quem serve? Porventura, não é quem está à mesa? Pois, no meio de vós, eu sou como quem serve.” (Lucas 22.24–27, RA)

Esta questão não é nova e ainda é o que pensamos, pois queremos ser o primeiro, mas não queremos servir e sim, sermos servidos. Esta atitude traduz o pensamento natural, não o eterno, não como Cristo revelou. Temos que entender que Deus nos chamou para servirmos, não para estarmos a mesa, recebendo, mas sendo oferta e cumprindo a vontade do Senhor, servindo a família para que haja o crescimento, o amadurecimento e a expressão da vontade do Pai.