Ouvimos, mas precisamos escutar

“Tomando consigo os doze, disse-lhes Jesus: Eis que subimos para Jerusalém, e vai cumprir-se ali tudo quanto está escrito por intermédio dos profetas, no tocante ao Filho do Homem; pois será ele entregue aos gentios, escarnecido, ultrajado e cuspido; e, depois de o açoitarem, tirar-lhe-ão a vida; mas, ao terceiro dia, ressuscitará. Eles, porém, nada compreenderam acerca destas coisas; e o sentido destas palavras era-lhes encoberto, de sorte que não percebiam o que ele dizia.” (Lucas 18.31–34 RA).

Jesus antecipou para os Seus discípulos o que aconteceria em Jerusalém, sobre o Seu sofrimento, morte e ressurreição, mas eles não entenderam. Muitas vezes como eles, nós ouvimos, mas não escutamos, pois para escutar precisamos perceber, entender e assimilar o que nos foi ensinado. Temos que entender que tudo com o nosso Deus é um processo, uma jornada para que haja o crescimento. À medida que crescemos e amadurecemos no entendimento, pois buscamos de todo coração, o nosso entendimento passa a ser iluminado e assim, não só compreendemos, mas nos compromissamos com a Sua vontade e nela andamos.