Falharmos em nossa fé não é o problema

“Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer?” (Gênesis 15.1–2, RA)

Diante das circunstâncias podemos ter dúvidas, questionar o nosso Deus, mas, devemos rever o que temos feito e se caminhamos no sentido da vontade do Pai. Neste processo podemos duvidar como foi o caso de Abrão, mas, ele estava em sua jornada de crescimento e amadurecimento. Mesmo com tantas incertezas, com a idade avançada e na situação em que se encontrava, ele aprendeu na caminhada a confiar e a crer em Deus, mesmo tendo dúvidas em como aconteceria, ele as colocou diante Daquele que o havia chamado.