Não podemos continuar como mortos

Não podemos continuar como mortos

foto por: Brian Wangenheim em Unsplash

Em apocalipse, no capítulo três, do versículo um ao três, Jesus falando a Igreja de Sardes, afirma:

“…. Vocês dizem que estão vivos, mas, de fato, estão mortos. Acordem e fortaleçam aquilo que ainda está vivo, antes que morra completamente; pois sei que o que vocês fizeram não está ainda de acordo com aquilo que o meu Deus exige. Portanto, lembrem do que aprenderam e ouviram. Obedeçam e se arrependam. Se não acordarem, eu os atacarei de surpresa, como um ladrão, e vocês não ficarão sabendo nem mesmo a hora da minha vinda.” (Apocalipse 3.1–3, NTLHE).

Quando andamos segundo as obras da natureza humana e não na vontade de Deus que nos capacitou, fez de nós um novo ser, à imagem de Cristo, foi para que vivêssemos neste mundo como Ele. Se permanecemos na prática do pecado e não caminhamos para a maturidade, para a plena estatura de Cristo, estamos mortos.

Quando continuamos a andar segundo a natureza humana, revelamos nossa imaturidade, falta de conhecimento e compromisso em buscar o conhecimento do Pai e Sua vontade.

Não podemos desprezar a obra de Cristo, sendo procrastinadores, mas devemos, compromissados com o Pai e Sua vontade, nos empenharmos na busca do conhecimento do Seu querer, nos despindo da velha natureza e nos revestindo de Cristo.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLEPODCAST