Um convite à mudança

foto por: Olesya Grichina em Unsplash

Nós, muitas vezes resumimos a mensagem do evangelho em crer em Jesus Cristo como Senhor e Salvador, arrepender dos nossos pecados e a Ele nos submetermos que estaremos salvos, mas nos esquecemos de todo o resto que se trata do plano e da vontade de Deus para todos nós. O plano de Deus não foi somente nos salvar, mas fazer de nós filhos, revelar a nossa vocação, para respondermos o Seu chamado para nós, e sermos neste mundo, por meio da igreja, a expressão do Seu reino entre os homens, o lugar onde Ele habita, um reino de sacerdotes para que proclamemos as Suas virtudes.

Por isso, diante da igreja de Laodicéia, Jesus chama para o arrependimento, para se tornarem frutíferos e assim poderem cear com Ele, como está em Apocalipse, capítulo três, versículos dezenove e vinte: “Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” (Apocalipse 3.19–20, BEARA).

O reino de Deus não se trata de colocarmos Deus no fim de tudo, mas, no início de todas as coisas, por compreendermos quem somos Nele, por entendermos que é nosso papel revelar o Pai e manifestar a Sua justiça e que dependemos inteiramente Dele para todas as coisas, por isso, não temos outro lugar para estar e nem nenhum outro de quem podemos obter o que precisamos para viver nesse mundo, revelando o Reino e proclamando a glória do Senhor. Por isso, precisamos sempre, responder de forma positiva ao chamado do Senhor, para vivermos como Seus filhos.

Anúncios