Ajuizado ou sem juízo?

O que nos torna pessoas prudentes ou não, é o entendimento de quem somos. Não se trata simplesmente de obedecer e fazer porque temos o conhecimento que precisamos, mas deve partir do entendimento de quem somos, da obra de Deus, Sua salvação, o propósito, para então caminharmos segundo o que somos, vivendo segundo as palavras de Cristo.