Como revelarmos que somos de Deus

foto por: Louis-Etienne Foy em Unsplash

Somos chamados para andarmos com Deus, com o nosso Deus e Pai, para nos relacionarmos e  expressá-Lo ao mundo, proclamando as Suas virtudes, agindo como Cristo, revelando e manifestando as Suas obras, por isso, não as fazemos para sermos e nem para aparecermos agradáveis às pessoas, mas, para que o Pai seja glorificado por meio de nossas vidas.

Tudo que fazemos para alcançar a glória dos homens, fica somente nos homens, mas o que fazemos com humildade, reconhecendo que toda bondade vem de Deus e que tudo que fazemos é para revelá-Lo, então Ele se agrada de nós.

Jesus ensinando, no evangelho de Mateus, capítulo seis, versículo um afirma: “Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles; doutra sorte, não tereis galardão junto de vosso Pai celeste.” (Mateus 6.1, BEARA).

Realizamos obras de justiça não para nos vangloriarmos para os homens, mas por compreendermos quem somos no Pai, Sua obra em nossas vidas e que tudo que fazemos devemos e temos que fazer para que Ele seja visto em nós e através de nós, alcançando as pessoas e glorificando o Seu nome.

As obras de justiça não são méritos nossos e nem tem origem em nós, mas em Deus que opera em nós, derramando abundantemente da Sua vida para que a revelemos ao mundo.

Anúncios