Esforçar para entrar

foto por: Robert Baker em Unsplash

Precisamos entender que embora contraditória que a salvação é pela graça de Deus, não depende de nós, de nosso esforço e nem de nossas obras, mas devemos nos esforçar por entrar pela porta estreita, isto é, a coisa não é fácil.

Jesus ensinando sobre isso, afirma em Lucas, capítulo treze, versículos vinte e três e vinte e quatro: “E alguém lhe perguntou: Senhor, são poucos os que são salvos? Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.” (Lucas 13.23–24, BEARA).

O que significar entrar pela porta estreita? Isto, Ele explica do versículo vinte e cinco ao vinte e sete: “Quando o dono da casa se tiver levantado e fechado a porta, e vós, do lado de fora, começardes a bater, dizendo: Senhor, abre-nos a porta, ele vos responderá: Não sei donde sois. Então, direis: Comíamos e bebíamos na tua presença, e ensinavas em nossas ruas. Mas ele vos dirá: Não sei donde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais iniqüidades.” (Lucas 13.25–27, BEARA).

Temos que entender que a salvação, a vida eterna de Deus, não depende do que possamos fazer, pois não está firmada em nosso esforço ou obras, mas inteiramente na Sua graça, é algo que Ele nos concede por meio de Cristo Jesus, pois não podemos pagar o preço de nossa dívida em relação ao pecado, Cristo já fez isso por nós na cruz, nos comprando para o Pai e pagando um alto preço.

Não se trata somente de crermos nisso, mas de entendermos que temos que viver uma vida como Cristo viveu. Ele nos chama para o Seu reino e glória, para revelá-Lo ao mundo, por isso, precisamos santificar o procedimento, para que Ele seja visto em nós em tudo que fizermos. E vivermos a vida cristã, não se trata de cultos, missas, de ouvirmos falar sobre Ele e nem de gostarmos muito Dele, mas de entendermos que como Ele, tendo sido salvos, sermos a oferta em favor das pessoas. Para que isso seja possível, devemos ser Seus discípulos, e para isso, precisamos negar a nós mesmos, tomarmos a nossa cruz (morrermos) e seguirmos o modelo que Ele deixou.

Ser seguidor de Cristo, implica em sermos como Ele, entendermos que o nosso propósito é revelar o Pai, quando falamos disso, estamos falando de vivermos pela vontade do Pai, negando a nós mesmos, e fazendo de nossa vida a oferta: isso implica em escolhermos a porta estreita.

Anúncios