Como Cristo, a Igreja é para o mundo

A igreja deve ser a luz no mundo

foto por: Daniel James em Unsplash

Cristo é a expressão plena, a revelação do Deus invisível e foi constituído sobre todas as coisas, para ser a cabeça da Igreja, da família de Deus, responsável pelo seu crescimento e temos que entender que como Cristo é a expressão do Pai, nós, a Sua Igreja, o Corpo de Cristo, somos como Ele, responsáveis para sermos a expressão plena de Deus e a nossa razão de viver é para alcançarmos as vidas que precisam conhecê-Lo, expressando e revelando-O ao mundo.

Tendo sido Levi, chamado para seguir a Cristo, o que faz ele? Providencia um banquete em sua casa, chama seus amigos e o que faz Cristo? Celebra com ele, no meio dos seus amigos. Jesus tinha plena consciência do Seu papel e para quem Ele veio, por isso refletirmos sobre o que está em Lucas, do versículo vinte e nove ao trinta e dois: “Então, lhe ofereceu Levi um grande banquete em sua casa; e numerosos publicanos e outros estavam com eles à mesa. Os fariseus e seus escribas murmuravam contra os discípulos de Jesus, perguntando: Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores? Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento.” (Lucas 5.29–32, BEARA).

A Igreja, o Corpo de Cristo, não existe somente para si e voltada para si mesma, mas deve entender que, como Cristo, o Seu compromisso é com a vontade do Pai, e ao fazê-la conhecida de forma plena pelo mundo, conduzindo as pessoas à maturidade e a expressão de Cristo conforme o querer e plano do Pai.

Assim como Cristo, devemos como Igreja, como família, revelarmos na plenitude da vontade de Deus, quem Ele é, com todo entendimento e discernimento espiritual, expressando por ações, Deus ao mundo.

Que possamos aprender e compreender a vontade de Deus segundo tudo que estabeleceu em Cristo para a Sua família, a Igreja.

Anúncios