Inimigos da cruz de Cristo

Não podemos ser inimigos da Cruz

foto por: Jamie Fenn em Unsplash

A nossa vida, o nosso modelo de vida deve e tem que seguir o exemplo de Cristo. Precisamos ser Seus imitadores e andarmos neste mundo como Ele, mas se as nossas escolhas estão voltadas para nós mesmos, nossos sonhos e desejos, se nos preocuparmos somente com as coisas desta vida, então o que temos sido inimigos da cruz, pois não compreendemos o que seja morrer para nós e vivermos para ser oferta em favor do outro.

Paulo escrevendo aos irmãos de Filipos, no capítulo três, do versículo dezessete ao vinte um, afirma: “Irmãos, sede imitadores meus e observai os que andam segundo o modelo que tendes em nós. Pois muitos andam entre nós, dos quais, repetidas vezes, eu vos dizia e, agora, vos digo, até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles está na sua infâmia, visto que só se preocupam com as coisas terrenas. Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas.” (Filipenses 3.17–21, BEARA).

Temos e precisamos compreender que a nossa pátria não é aqui. Não somos daqui, somos peregrinos nesta terra e que a nossa vida deve e tem que revelar Cristo ao mundo, sermos de fato oferta em favor dos outros, levando-os ao conhecimento de Cristo e Sua vontade e não vivermos para nós mesmos.

Anúncios